segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Há dias assim

Repete-se com insistência que o Benfica tem um plantel vasto e recheado de valores. Não haveria, como tal, motivos para fazer alinhar jogadores que acusassem o cansaço da deslocação ao gelo do meio da semana passada na partida desta noite, que se adivinhava difícil, fora, contra o Vitória de Guimarães. Como os que alinharam de início foram sensivelmente os mesmos que disputaram o jogo contra o Zénite, ressentiu-se o ritmo de jogo e o caudal ofensivo não foi aquele que nos maravilhou nos últimos embates. Cansaço, poucas oportunidades, a interrupção de uma série de 37 jogos sempre a marcar e um golo sofrido a terminar a primeira parte fizeram a primeira derrota encarnada nesta Liga 2011/2012. Há dias assim.


Apenas mais um reparo, e para o fazedor de vitórias Jorge Jesus: tardou a mudar o xadrez e as últimas duas substituições apenas as fez a dez minutos do fim. Um dos que entrou, Nelson Oliveira, não marcou no último minuto por um bocadinho assim.


O FC Porto está a dois pontos e o Braga a cinco. A liderança encurtou-se, mas o campeonato animou-se. A seguir, será a Académica, em Coimbra, e, na jornada seguinte, o FC Porto, em casa. A 2 de Março, Sexta-feira, disputa-se o jogo da época. Há que voltar ao normal.

4 comentários:

Vítor Fernandes disse...

Filipe, a substituição de Gaitan deu-se a 3 minutos do tempo regulamentar. O que é que passa pela cabeça de um treinador que viu um jogador espreguiçar-se no campo por cerca de 90 minutos com rendimento zero e o substitui a 3 minutos do fim?

Camilo Espírito Santo disse...

Há noites assim, bonitas como a de hoje.
Há que voltar ao normal, esperemos que seja já na próxima semana com uma briosa vitória!

Anónimo disse...

Isto sim, é o que mobiliza os tugas: a bola. Se os políticos quiserem manter o povo sereno é emitir em sinal aberto todos os jogos da bola e colocar na constituição da república que só o benfica pode ganhar. Depois podem carregar muito mais na austeridade que ninguém vai dizer mal da vida.

Filipe Tourais disse...

Isso, sim, é um lugar comum. Eu sigo o futebol e sigo o resto, provavelmente até com mais atenção que o anónimo que se limita a repetir uma que ouviu a alguém. E até lhe digo que conheço muito boa gente que não se interessando por futebol, também não se interessa por nada mais.