quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Dois recordes

O Governo teve a brilhante ideia de cortar no subsídio de Natal de 2011. A taxa de desemprego em Portugal disparou para 14 por cento da população activa no quarto trimestre do ano, um novo máximo histórico e a maior subida num só trimestre, apesar da população activa ter diminuído, revelou hoje o INE. Este valor é superior em 1,6 pontos percentuais aos 12,4% registados no terceiro trimestre, e representa 771 mil desempregados no país, contabilizados segundo os critérios oficiais. Se forem incluídas as pessoas desencorajadas mas que gostariam de encontrar trabalho, o número real deverá aproximar-se ou mesmo ultrapassar o milhão de pessoas (18,2 por cento).

1 comentário:

Anónimo disse...

14% – taxa de desemprego no quarto trimestre de 2011 em Portugal. Ou seja, mais 1,6 pontos percentuais do que no trimestre anterior.

35,4% – taxa de desemprego dos jovens entre Outubro e Dezembro de 2011. Esta estatística diz respeito à população entre 15 e 24 anos.

31% – percentagem da subida da taxa de desemprego jovem.

17,5% – taxa de desemprego do Algarve, no fim do quarto trimestre de 2011. É a região com o valor mais elevado

52,6% – proporção dos desempregados que estão sem trabalho há 12 meses ou mais.

80.200 – número de trabalhadores que estão à procura do primeiro emprego

108.000 – número de desempregados que tem formação superior (14% dos desempregados)

226.900 – número de desempregados com 45 anos ou mais; é a faixa etária mais afectada

365.300 – número de mulheres sem emprego no fim de 2011 (taxa de 14,1%)

405.700 – número de homens desempregados no fim de 2011 (taxa de 13,9%)