sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Privatizações, para que vos queremos?

O plano tarifário EDP/Continente teve 40 mil adesões numa semana, atraindo quem julga que vai - e não vai - pagar menos. O Esquerda.net fez as contas e verificou que a campanha é enganadora, tem por único objectivo atrair clientes para o mercado liberalizado, remunera a preciosa ajuda do Tio Belmiro com o logro e ainda obriga ao abandono das tarifas bi-horárias e à aceitação do débito directo. Ganha a EDP, ganha o Continente e, como não poderia deixar de ser, perdemos todos nós. Afinal para que tem servido a privatização de monopólios naturais como o da energia, combustíveis, telecomunicações, auto-estradas e, muito brevemente, também o da água senão para enriquecer? Quem não precisa de trabalhar porque tem uma renda garantida pelo Estado para toda a vida? Ler mais aqui.


Vagamente relacionado: Alberto João Jardim diz que vai exigir a sua parte do festim das privatizações. Realmente, se dá para todos, também pode dar para Jardim e amigos: há sempre um ajuste directo na fila, nem que seja para queimar um par de milhões em foguetes.

Sem comentários: