terça-feira, 17 de janeiro de 2012

O Pedro pôs um mercado a funcionar

Há um grupo socio-profissional que parece ter acolhido bem a sugestão de emigrar do Govern. Cerca de 500 profissionais de saúde portugueses estão dispostos a rumar a França e mudar de vida, de acordo com as candidaturas recebidas pela Arrime (associação para a procura e instalação de médicos europeus). Esta associação de recrutamento está em Lisboa até quinta-feira à procura de médicos e técnicos de saúde que queiram um posto de trabalho em França. Temos médicos a menos e, como toda a gente, estes têm falta de pachorra para aturar isto. Também a eles o Governo andou a piorar-lhes as condições de trabalho. Não costuma ser assim, mas, como atesta o exemplo, o mercado às vezes funciona. E nem sempre é bom que funcione tão bem.

Sem comentários: