terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Aulas práticas sobre voto útil: "arco governativo"

O gabinete de imprensa do Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território (MAMAOT) confirmou que dois autarcas do PSD e do CDS foram nomeados para a administração da Águas de Portugal, uma das próximas empresas públicas a ser privatizada. Em paralelo com esta cruzada pelo emprego partidário principescamente remunerado, decorre outra, esta movida contra os mais pobres entre os mais pobres: o secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social, Marco António Costa (PSD), diz que há mais de 570 milhões de euros de prestações sociais pagas indevidamente, tendo o Estado já emitido 117 mil notificações para obrigar à devolução desse dinheiro num máximo de 30 dias.

1 comentário:

bombista disse...

Eles são de partidos diferentes, mas dividem os tachos como bons irmãos... e vão ganhar balúrdios de dinheiro enquanto o povinho tem de apertar o cinto... enfim, têm sorte por viver num país de gente mansa...