terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Ironias do destino


A Academia Americana de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou, esta segunda-feira, a lista das músicas candidatas ao Óscar na categoria melhor canção original, onde surge o fado de Camané “Já não estar”, especialmente gravado para o filme igualmente nomeado “José e Pilar”, co-produzido pelos realizadores Fernando Meirelles e Pedro Almodôvar. A letra é de Manuela de Freitas e a música de José Mário Branco. Depois da consagração do fado como património imaterial da humanidade, é curioso verificar como, empurrado por mão estrangeira, o fado descola da ideologia dos três FFF para terrenos tão à esquerda como os que pisa José Mário Branco e aqueles por onde José Saramago deixou para sempre as marcas indeléveis do seu trajecto de vida. Ironias do destino.

Sem comentários: