terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Aulas práticas sobre voto útil: irresponsáveis, arrogantes, radicais, imbecis

O comissário europeu dos assuntos sociais, Laszlo Andor, mostrou-se hoje muito preocupado com a emigração de jovens europeus para outras paragens, nomeando "Brasil, Angola e Moçambique", numa mensagem que parece desenhada para chocar com o apelo à emigração feito pelo primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho. Andor não apenas critica a perda de uma "geração inteira" como também recorda o "custo financeiro" que isso acarreta. (daqui)


Os jovens licenciados portugueses com menos de 25 anos são os mais atingidos pela quebra das taxas de emprego registada na última década, enquanto na média europeia os mais lesados neste grupo foram os que tinham qualificações mais baixas. Os incapazes não conseguem cumprir com a função que é sua de rentabilizar a aposta na Educação que todos pagámos ao longo das últimas décadas. O país apenas teria a ganhar com a emigração destes ladrões de presentes e de futuros.

Sem comentários: