domingo, 6 de novembro de 2011

Diarreia?

Seguro usou a expressão "abstenção violenta" para descrever como vai ser a abstenção do PS na votação do orçamento de estado. "Violenta mas construtiva". Violenta, aceito que sim. Sê-lo-á para os funcionários públicos a quem propõe que se roube um dos subsídios de férias ou de Natal, para os únicos trabalhadores em todo o mundo desde o sec. XIX que verão o seu horário de trabalho aumentado sem aumento de remuneração, para todos os portugueses que deixarão de contar com um transporte público para o trabalho, para todos aqueles que deixarão de ter emprego mercê de um Orçamento assassino. Aquilo do "oposição” e do “abstenção construtiva”… palavra de honra que tanta estupidez junta me baralha.

Sem comentários: