terça-feira, 29 de novembro de 2011

Chamem a polícia



O grupo LulzSec Portugal, responsável pela divulgação de dados de agentes da PSP, está a convidar hackers portugueses a juntarem-se em acções de ataques informáticos e de divulgação de dados, numa operação para arrancar a 1 de Dezembro. Visitei o site do grupo, de onde retirei o video junto. A confiança que me merecem este tipo de grupos foi confirmada pelo meu anti-vírus, que detectou software malicioso a tentar tomar-me conta da máquina. Não tolero a corrupção, não aceito que agentes policiais usem o uniforme que vestem para exercer arbitrariedades que estão nos antípodas de um Estado de direito, mas ainda gosto menos de heróis feitos na penumbra e encapados de justiceiros. O resultado desta guerra, e é de uma guerra que se trata, é uma lotaria que nos pode prejudicar imenso enquanto sociedade. Estamos diante de um foco de preocupação. É sintomático que o primeiro objectivo logo a seguir à convocatória tenha sido precisamente atacar a casa da democracia.

2 comentários:

Maria João Brito de Sousa disse...

Também não confio muito... ou nada.
Quem nos garante que não seja um movimento de extrema direita? Quem nos garante seja o que for, numa situação destas?

Filipe Tourais disse...

Eu vejo-o como mais um sinal de uma democracia muito doente. Quando a democracia não consegue responder aos anseios das pessoas, lá aparecem estes movimentos que procuram resolver fora dela.