segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Aulas práticas sobre voto útil: Cultura


Ao contrário da proposta inicial, as actividades culturais vão pagar taxa intermédia de IVA (13 por cento). Assim decidiram PSD e CDS e, escusado será dizê-lo, com a abstenção do PS. Como curiosidade, o esmero moralista da dupla governativa pôs o futebol lado-a-lado com espectáculos de pornografia à taxa máxima de 23 por cento, mas ainda sem direito a umas quantas centenas de Avé Maria ou, na sua vez, uma qualquer doação coerciva à Igreja da Paróquia mais próxima a aplicar aos seus consumidores. Já estivemos mais perto, mas também bastante mais longe. E eis como a Cultura também deixou de ser um bem de 1ª necessidade.


(editado)

Sem comentários: