segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Acima das nossas possibilidades

A Redes Energéticas Nacionais (REN) activou um seguro que está a pagar a defesa de um antigo e de três actuais quadros que estão a ser julgados no processo Face Oculta, casos do ex-presidente da empresa José Penedos e de três funcionários que se mantêm em funções, após terem sido acusados e pronunciados por corrupção. A sociedade explica que o seguro beneficia todos os administradores e responsáveis pelas áreas operacionais da empresa, cobrindo o risco da existência de processos judiciais decorrentes do exercício das suas funções. Se bem percebemos, corrupção é, portanto, uma actividade que decorre do exercício de funções na Administração da REN. Ou, então, continuamos a perceber tudo mal, o que, compreensivelmente, também não será demasiadamente importante.

Sem comentários: