sábado, 8 de outubro de 2011

Sobre o mito da "governabilidade"

Francófonos e flamengos chegaram na madrugada de sábado a acordo para a formação de um Governo. Termina, assim, ano e meio que comprova que um país pode funcionar sem Governo. E não tenho dúvidas que não ter Governo, como não tiveram os belgas, é bastante melhor do que ser governado por um grupelho de malfeitores que, escudando-se num memorando que assinaram de cruz, entre outros actos heróicos, ao mesmo tempo que tem todo o cuidado para manter o património dos mais ricos entre os mais ricos livre de qualquer imposto, rouba aos mais pobres entre os mais pobres o RSI que lhes assegurava mínimos de subsistência digna, empurrando-os, dessa forma, para a sujeição à humilhação de ter que sobreviver de esmolas. Ter Governo nem sempre é bom, tal como não tê-lo nem sempre é mau.

Sem comentários: