terça-feira, 25 de outubro de 2011

Isaltino, o plagiador

Pejadas de ilegalidades, lesivas do interesse público, muitíssimo lucrativas para o parceiro privado, feitas através de contratos turvos e pouco publicitados e utilizadas para contornar limites de endividamento fixados legalmente. O Tribunal de Contas concluiu que as PPP à Isaltino são iguais às PPP à Cavaco e às PPP à Sócrates que Pedro Passos Coelho se recusa a renegociar. As multas são simbólicas e o crime difícil de provar dada a complexidade da teia de interesses envolvida. Cá para mim que ninguém nos lê, no máximo dos máximos, isto acaba é num mega-processo por violação de direitos autorais, com porrada e tudo.


(editado)


Sem comentários: