sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Aulas práticas sobre voto útil: férias


O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, recebe todos os meses cerca de 1400 euros por subsídio de alojamento, apesar de ter um apartamento seu na área de Lisboa, onde reside durante toda a semana. A assessoria de imprensa do Ministério da Administração Interna (MAI) afirma que o subsídio é legal, uma vez que o governante tem a sua residência permanente em Braga. E poupa no Ministério como nunca antes se poupou. E não vai receber nem subsídio de férias, nem subsídio de Natal. Ai, “o momento que o país atravessa”…. Há 37 anos consecutivos. Faça férias cá dentro.

Não, nãose confunda, não é caso para tanto. Os políticos não são todos iguais, os portugueses é que insistem em confiar o poder sempre aos mesmos.

Sem comentários: