quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Vistos com v de vergonha

O ministro angolano das Relações Exteriores, Georges Chicoti, em visita oficial a Portugal, assina hoje com o homólogo português, Paulo Portas, um protocolo que irá facilitar a emissão de vistos. Os dois regimes puseram-se tacitamente de acordo em não deixar que os graves atropelos aos direitos humanos ocorridos em Angola nas duas últimas semanas estragasse o ambiente festivo da concretização formal da troca de um silêncio que envergonha 10 milhões de portugueses pela agilização da concessão de vistos que facilita a vida a algumas centenas. Com a contestação a aumentar também nas ruas portuguesas, o aprofundamento da cooperação entre as duas democracias bem poderia passar pelo envio de uma delegação de técnicos nacionais a Angola composta por polícias e magistrados para frequentarem um curso intensivo de especialização em repressão. É bom recordá-lo, Portugal já deu cartas na matéria, mas o desinvestimento verificado nos últimos 37 anos obrigam agora a uma rápida recuperação do tempo perdido.

2 comentários:

Gi disse...

As relações entre Portugal e Angola são vergonhosas. Mas não são só os dirigentes políticos que fecham os olhos aos atropelos: o comum dos mortais também, desde que cheire a possibilidade de um negociozinho.

Filipe Tourais disse...

É verdade, Gi. Mas os políticos são o reflexo do povo que os elege, não há grande admiração nesse facto. Os políticos sabem que contam com a apatia geral e o fenómeno não se resume à questão das relações com Angola. Vale para tudo.