quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Palavra de pirata

Passos Coelho garantiu que apresentará na sexta-feira um relatório sobre a situação finaceira da Madeira, mas voltou com a palavra atrás quanto ao programa de austeridade para a região, que também havia prometido. Foi comovente ver tanta benevolência a admitir que “falou demais”: é mais do que óbvio que seria um perigo para o objectivo da reeleição do seu homem de confiança se os madeirenses fossem votar conhecendo antecipadamente quanto vão pagar pelas jardinices daquele que, para além de também falar demais, gasta mais do que demais. E terão ambos toda a razão. As últimas sondagens demonstram que a preferência dos portugueses por piratas não tem parado de crescer.

(editado)

Sem comentários: