segunda-feira, 4 de julho de 2011

A FLAMA tem representação governamental

Álvaro Santos Pereira, o alegadamente competentíssimo novo ministro da Economia, acha que “se a Madeira quiser, um dia poderá tornar-se independente”. “Afinal, se Malta, Chipre, e até Timor-Leste conseguem ser independentes, porque é que os madeirenses não poderão sonhar com uma autonomia total de Portugal?”, questiona Santos Pereira para quem “a resposta é claramente positiva”.

6 comentários:

Miguel Neves disse...

Parece-me a mim que independetemente daquilo que pensemos sobre a independência da Madeira, o Alberto João Jardim tem de facto usado essa cartada vezes de mais. Fico contente que alguém finalmente pague para o bluff. Quanto à independencia propriamente dita o homem nunca vai querer ir por esse caminho.

Filipe Tourais disse...

Tocar no Alberto João Jardim com o PSD no Governo? Acha? Gabo-lhe a fé.

Anónimo disse...

De facto o melhor será ceder eternamente à chantagem de quem gasta o que não produz, e ainda se arroga o direito quotidianamente de insultar o "Contenente" com obras faraónicas...

Filipe Tourais disse...

Claro que não, anónimo. Haveria que fazê-lo. Mas seguramente que não será o actual Governo. São os primeiros a ceder à chantagem.

E porque não? disse...

tem melhores condições económicas que Cabo Verde e muito melhores que o Haiti que é só meia ilha

Poderia até ser a Cuba da europa

Anónimo disse...

que vão que já vão tarde. pode ser que o preço das férias e dos voos desça.