terça-feira, 19 de julho de 2011

Aulas práticas sobre voto útil: regressão social

O Governo vai apresentar no Parlamento, até ao final deste mês, uma alteração ao Código de Trabalho para reduzir de 30 para 20 dias as indemnizações por rescisão de contrato e que será alargada aos contratos mais antigos a partir de Janeiro de 2012. Adeus, direitos adquiridos. Adeus, segurança no trabalho. Ter ficado em casa no dia das eleições ou ter desperdiçado a utilidade do voto vai custar bem caro a todos os que vivem do seu trabalho. José Manuel Pureza, José Soeiro, Helena Pinto, José Gusmão e tantos outros fazem agora muita falta na AR para travar este ajuste de contas com o 25 de Abril. Os portugueses preferiram eleger quem vai votar pelo desmantelamento do edifício social que tanto custou a construir.

1 comentário:

Eduardo Miguel Pereira disse...

Embora me reveja "noutras" esquerdas, concordo com a falta que mais esquerda faz actualmente no hemiciclo.
É uma pena que, eleição após eleição, seja o próprio povo a ajudar a destruir aquilo que Abril lhes deu, com tanto sacríficio e com tanta luta.