sábado, 18 de junho de 2011

Saramago, em directo da eternidade


Há precisamente um ano, José Saramago partia para a eternidade. É precisamente dessa eternidade, em directo, que hoje nos aponta algumas razões para termos ficado sem Ministério da Cultura. A Cultura é inimiga das ditaduras de veludo e dos seus ditadores de cara linda.. Enquanto mortal, ele próprio foi um homem da Cultura, um dos nossos maiores. Imortal, será sempre um dos maiores entre aqueles inimigos.

1 comentário: