quarta-feira, 15 de junho de 2011

Aprendizes de burlões

Indícios de um copianço generalizado num teste feito pelos 137 auditores que estão no Centro de Estudos Judiciários (CEJ) a formarem-se para serem magistrados levou à anulação do exame. Face à impossibilidade de encontrar uma data para repetir o teste a direcção da instituição decidiu atribuir nota dez a todos os futuros magistrados. Fica a faltar um inquérito, a eventual expulsão dos copiões e a demissão da direcção.

2 comentários:

Eduardo Miguel Pereira disse...

Afinal, o crime compensa !

Luís disse...

Meu caro Tourais. É o estado deste país. Isto um belissimo exemplo do que é o projecto de futuro para o nosso povo. Em tempos (muito) idos um amigo já falecido alertava-me para o caminhar a passos largos daquilo a que chamava de "subdesenvolvimento ético". Já não caminhamos. Já lá chegámos.