quarta-feira, 4 de maio de 2011

Se um Pinóquio incomoda muita gente, três Pinóquios é um luxo

Aqui, lê-se sobre a redução de serviços do Estado que, ontem, José Sócrates preferiu não anunciar e, já hoje, Pedro Passos Coelho e Paulo Portas deixaram de fora dos seus momentos de glória. Só na Educação, tal redução tem um impacto orçamental projectado de 195 milhões, mas o total apresentado é de 500 milhões, com a Administração Local e a Administração Fiscal ao seu lado, à boca da trituradora. Ontem, Sócrates garantiu que não haverá despedimentos. Hoje, nenhum dos dois sócios da troika nacional o desmentiu. Será que haverá funcionários que manterão o emprego apesar de ficarem sem trabalho atribuído nos serviços a desmantelar?

Sem comentários: