sexta-feira, 20 de maio de 2011

O rei vai bêbedo

Uma magistrada do Ministério Público foi detida em Cascais por um agente da Polícia Municipal por estar a conduzir em contramão e com uma taxa de alcoolemia de 3,08g/litro de sangue, o que constitui crime. No entanto, mais tarde foi libertada por um procurador seu colega, noticia o Correio da Manhã. Lacuna imperdoável, não apuraram se o colega também estava a cair de bêbedo. E era importante sabê-lo.

1 comentário:

Luís disse...

Caro amigo. É o estado da Nação. O primeiro-ministro pode ser um mentiroso de 1ª (supera largamente o Pinóquio); a justiça é só para os outros; etc. Atingimos o limiar do sub-desenvolvimento ético, que se repercute na economia, onde vamos todos azedar a partir de 2012 com toda a força. E isto porque finalmente a tradução do acordo com a Troika deixou de ser confidencial, graças aos deuses!!!!
Hoje digo: tenho vergonha deste país...