quarta-feira, 6 de abril de 2011

Olha, olha!

Portugal acordou com os berros de uma pole composta por banqueiros e por servidores de banqueiros que faziam o seu trabalho para criar a ideia da inevitabilidade de um pedido de ajuda externa. Outra ideia, partilhada por alguns deles, é a da criação de um Governo de salvação nacional. Mas para salvar-nos do quê e de quem? Ajuda externa para remediar os excessos de quem? Responde o próprio Director-geral do FMI: o principal problema de Portugal é o financiamento dos bancos e a dívida privada. Os salvadores propõem-se salvar o país deles próprios? Olha os impostores.

Sem comentários: