terça-feira, 12 de abril de 2011

E se não comes, levas com a Tazer

A partir de agora, qualquer preso que queira iniciar uma greve de fome tem de declarar essa intenção por escrito e esperar que a sua pretensão seja confirmada por um funcionário do respectivo estabelecimento prisional. Este, por sua vez, tem de passar ao papel as razões que levam a o recluso a privar-se dos alimentos.

4 comentários:

Constantino, Guardador de Vacas disse...

E um preso que esteja a iniciar uma diarreia também tem declarar por escrito antes de começar a esvair-se em caca? Isto é mesmo um país com ideias de m....

Hugo Fonseca disse...

Faxavor ... podia enviar-me o formulario X32-123-A para a greve de fome e ja agora o Y43-231-C para um livro sobre magreza extrema ...

E assim, Socrates engendrou mais um plano para aumentar racios em Portugal, vamos ser os primeiros em greves de fome.

Hugo Fonseca disse...

Olhe .. eu nao tenho fome ...

Ja preencheu o formulario?

formulario? nao tenho e fome ..

Lamento, nao foi autorizado ..

Mas nao gosto do que servem hoje

Ai AI .. desculpas, voce quer e fazer greve de fome sem preencher o formulario .. vai ja levar um correctivo.

Daniel Santos disse...

protesto, mas com papel timbrado.