quarta-feira, 6 de abril de 2011

A banca em mãos privadas e a banca de todos nós

Cabe ao Governo negociar um empréstimo já, diz, peremptório, Ricardo Salgado. Mas é possível haver um apoio de liquidez realizado através do banco público para ultrapassar a situação de urgência que actualmente existe ao nível da dívida pública, os estatutos do BCE permitem-no, diz o Bloco de Esquerda. Comprovadamente, a CGD tem que ser privatizada. Para que deixe de haver dúvidas sobre quem manda aqui. E para ficarmos definitivamente nas mãos de quem manda aqui.

2 comentários:

skeptikos disse...

Da «banca de todos nós» só temos os prejuízos, nunca os lucros.
Ex: Caso BPN e BCP (CGD indemnizações chorudas a varas et al...) !

Filipe Tourais disse...

Do uso que dão à banca de todos nós, diga antes assim.