terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Orelhas de burro (edição especial)


Tem-se ouvido, com cada vez mais insistência e em cada vez mais bocas, uma teoria segundo a qual é através do voto branco ou do voto nulo que os insatisfeitos exercem o seu protesto em relação ao “eles são todos iguais” e ao “eles querem é tacho”. Muito bem. Olhando para os resultados das eleições de Domingo passado, constata-se que Cavaco Silva se salvou de ir a uma segunda volta por 2,9 por cento (obteve 52,94 por cento) e que os votos brancos e nulos, que, como era sabido, não entrariam nestas contas, somaram 6,2 por cento. Ou seja, resulta claro que bastaria que metade destes intrépidos cidadãos não se tivesse encharcado na sua teoria da trampa e tivessem distribuído os seus votos por qualquer dos restantes candidatos e Cavaco Silva estaria agora aflito a contas com uma segunda volta. Cavaco Silva, na qualidade de principal beneficiário desta rebeldia militante, agradece-lhes o favor. Afinal, não andarão assim tão descontentes. Da nossa parte, para todos eles e para os que ficaram em casa, aqui lhes deixamos esta singela homenagem.

4 comentários:

Cravo disse...

"...bastaria que metade destes intrépidos cidadãos não se tivesse encharcado na sua teoria da trampa e tivessem distribuído os seus votos por qualquer dos restantes candidatos ..."
E o que garante que a maioria deles não votaria cavaco se não tivesse optado pelo voto em branco ou nulo? Para estes, cavaco não é melhor nem pior que os outros. O voto de protesto não é contra cavaco, é contra todos pela crença que são todos farinha do mesmo saco. Não estou a defender esta postura, apenas digo que essa suposição vale tanto como esta: "bastaria que 6% dos que votaram cavaco tivessem votado noutro candidato qualquer para forçarem uma segunda volta".
É a democracia, o povo escolheu. Há que respeitar a decisão da maioria.

Filipe Tourais disse...

E eu respeito, Cravo. Apenas quis fazer notar que quem beneficiou da suposta rebeldia foi quem foi e que, se os nossos heróis queriam mudar alguma coisa, contribuiram foi para que tudo ficasse ainda mais na mesma. Se quiserem queixar-se, pois que se queixem de si mesmos.

Francisco Castelo Branco disse...

na minha opinião, ninguem beneficia com o voto em branco ou nulo.

tanto cavaco como alegre desceram nas suas votaçoes

os outros não é comparavel porque nao estiveram em 2006

coraçãodemaçã disse...

Venho cá zurrar, concordante.
Dri