terça-feira, 16 de novembro de 2010

F.O.D.A.M.-se - continuar a brincar aos mercados

Os mesmos tipos que andaram a tentar convencer-nos/se de que conseguiam acalmar mercados, hoje, acordaram com a mania de que há uma epidemia altamente contagiosa nas economias periféricas da UE. Continuam a brincar. Eles, claro, voltam a saber qual a solução para o problema do seu mundo virtual. Um mundo com mercadologia a rodos, que não se detém com a catástrofe que se avoluma todos os dias, com empresas a fechar portas e a multidão de desempregados a engrossar, onde as crises nascem do fracasso das mesmas políticas que estes sábios prescrevem como o único veneno capaz de a matar. Há que demonstrar confiança, sentenciam, pensar positivo. A fome e a pobreza que se abatem sobre cada vez mais pessoas não deve ser sequer mencionada. Os mercados podem não gostar. Então: F de fome e de finança, O de obediência, D de desemprego, A de alienação, M de mafiosos e de merda para eles todos e o –se para completar o FODAM-SE. Puta que os pariu. Já não há pachorra para aturar esta corja.

4 comentários:

Eduardo Miguel Pereira disse...

Elá ! a coisa bateu forte.
Mas que fazer ? o amigo FT está coberto de razão ... infelizmente.

Cravo disse...

Não vale a pena desesperar já, para além do casamento real inglês na próxima primavera, nós portugueses temos outras coisas com que nos entretermos: a fase de apuramento da selecção da bola para o europeu e as peripécias do benfica. Sem contar com as tardes da Júlia e uma correnteza de novelas ao fim do dia

Anónimo disse...

Eu diria mais.!!
Fodam-se esses filhos da puta que os pariu.

Anónimo disse...

Eu diria muito mais.!!!
Que esta cambada de gatunos, ladrões e vigaristas, estes F.D.G.P (O PS, o PSD e o CDS, pois claro) bem podem ir para a valente puta que os pariu.!!!!

Tenho dito.!