domingo, 7 de novembro de 2010

Adeus, fiel amigo

Como perder um derby por cinco secos? Jorge Jesus usou a criatividade que o tem bafejado desde o início da época para inventar outra vez e mostrar como se faz: deslocando um central para a lateral esquerda, onde não tem rotinas, colocando outro sem rotinas no seu lugar e avançando o defesa esquerdo para uma posição de ataque. Como era de prever, a defesa encarnada meteu água com fartura, sobretudo pela esquerda, mas também no meio. Ao intervalo, já levavam três.

Era tal a irritação que o meu micro-ondas escolheu o momento para partir para a eternidade. Sábia decisão. Não assistiu ao arrastar de uma equipa em farrapos a comer ainda mais dois durante a segunda parte, nem à chuva de cartões que deixará de fora da equipa várias das suas pedras principais na próxima jornada e, no caso de Luisão, também nas seguintes. Terei que substituí-lo. Porém, e escrevo-o com a emoção de quem vê partir um fiel amigo, deixo aqui a promessa solene de não fazer-lhe as exéquias antes do anúncio do sucessor de Jorge Jesus. Começa a justificar-se. Falta um treinador ao Benfica. A próxima época pode bem começar a preparar-se desde já. Hoje, foi o adeus à Liga. E ao meu querido micro-ondas.

FC Porto, 5 – Benfica, 0

5 comentários:

Anónimo disse...

Deixa lá mano! Assim já sei que prenda te dar no Natal!

Fernando Vasconcelos disse...

Acontece. Dizia Einstein que quem nunca cometeu um erro foi porque nunca tentou nada de novo. Eu confesso que gostei da experiência mas não tive nenhum electrodoméstico suicidário durante o jogo e por outro lado a minha alma é de outras cores mais para o verde. Os pêsames para o Micro-Ondas já que quanto ao resto tenho de lhe admitir que honestamente gostei.

Cravo disse...

Sem ironias, isto custa mais aos portugueses que o PEC 3

Eduardo Miguel Pereira disse...

Subscrevo na íntegra !

Filipe Tourais disse...

Obrigado a todos. Nestas horas difíceis,é fundamental. Uma palavra especial ali para o Fernando, a esta hora provavelmente já não tem micro-ondas também. Eu já comprei um novo. Não é encarnado, não volto a correr o mesmo risco.